Trocar cheques é bom investimento (negócio) ?

Trocar cheques é bom investimento (negócio) ? #educaçãofinanceira

Trocar cheques é bom investimento (negócio) ?

Trocar cheques, em verdade, é emprestar dinheiro sem autorização do sistema financeiro nacional.

É praticado por muitas pessoas.

Eles só lembram, na maioria vezes da parte boa.

Esquecem os riscos embutidos nesse tipo de operação. 

É um ato não autorizado pela lei.

Trocar cheques.

É uma forma popular de se referir ao ato de pegar ou emprestar dinheiro com terceiros, ou seja, agiotagem.

Algumas pessoas, mesmo sabendo que tal ato é ilegal, preferem arriscar.

Como funciona.

Eles emprestam dinheiro para um agiota e recebem valores (em média) maiores que os praticados pelo mercado financeiro (ex: 2% ao mês).

O agiota “troca o cheque” e repassa para outra pessoa (por exemplo, a 4% ao mês) e fica como o lucro (diferença dos juros) da operação.

Além do risco de não receber, que é grande, já que o agiota, em muitos casos, trabalha alavancado, há risco jurídico.

Isso ocorre porque a agiotagem é ilegal no Brasil e pode ser que, em algum momento, o caso seja levado à Justiça (o que vai pode gerar altas despesas e muita amolação).

O que a Justiça entende disso ?

Para ver julgamentos envolvendo a troca de cheques (agiotagem), clique AQUI.

Em resumo: trocar cheque pode trazer o pagamento de juros maiores, mas é um ato ilegal (agiotagem) e que pode trazer grande risco (inadimplência, quebra, processos judiciais etc) para quem se envolve com essa prática.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *