3 Anos - Educação Financeira para Todos

Trocando em Miúdo: Fim de ano pode ser época de praticar controle financeiro

(Rádio Nacional do Amazonas) Olá, prezada pessoa ouvinte cidadã. Fim de ano já chegou, tem dinheiro entrando no bolso,13º salário, tícket extra. Daí a pessoa pensa logo. Oba, vou comprar mais presente. Será que este é o caminho?

Pois então. Hora de praticar o controle financeiro em casa, na família, com os filhos, tudo dependendo do atual estado de necessidade, lógico. Porque, com o dinheiro extra de fim de ano, tem duas coisas imediatas. Primeiro, a dívida atrasada. Selecione alguma, se não conseguir todas, e use o seu 13º salário para liquidar prestações atrasadas. O presente pode esperar.

E a outra coisa? Pois bem, a pessoa aí sabe que começo de ano tem uma porção de coisas para pagar. Impostos, que nem o IPVA e o IPTU, o material escolar, mais a matrícula, se for o caso, dos filhos. Por isso, o conselho do educador financeiro Lélio Braga Calhau, promotor de Justiça do Consumidor, em Minas Gerais:

Sonora: ” A pessoa tem que entender o seguinte: deve manter o controle das suas contas e se prevenir com a sua reserva financeira.”

Tudo bem que as pesquisas apontam que os gastos com presente, neste Natal, caíram. Mas o número das pessoas que vão dar pelo menos um presente, de preferência para os filhos e, se possível, uma peça de roupa continua o mesmo.

Sonora: “Tem que se olhar as taxas, tarifas, juros, se aquela compra vai ser boa ou não. E não cair só em papo de vendedor.”

Mas, professor Lélio Braga Calhau, não seria melhor, então, nos outros meses do ano, a pessoa ir se prevenindo, ajeitando as despesas de acordo com o dinheiro recebido, enfim, até guardar alguma coisa todo mês?

Sonora: “Essa crise, em algum momento, passa. Ela pode demorar 3 anos, 1 ano, 5 anos, mas a bonança vem depois. E, algum tempo depois, terá uma nova crise. Então é uma coisa cíclica.”

Então, tá.
O conselho é de graça.
Inté e axé.

Trocando em Miúdo: Programete sobre temas relacionados a economia e finanças, traduzidos para o cotidiano do cidadão. É publicado de segunda a sexta-feira.