Título de capitalização é investimento ? Claro que não.

         A crise veio e os bancos continuam pressionando os gerentes a baterem metas elevadas de vendas de produtos financeiros. Já não bastassem ter que vender os produtos financeiros tradicionais (CDB, empréstimos etc), os gerentes são pressionados pelas chefias a venderam o famigerado título de capitalização.

      Geralmente, a ligação telefônica começa com um “me ajuda a bater uma meta”. E o consumidor, coitado, do outro lado, tentando bater a sua meta diária de atingir o equilíbrio financeiro de suas contas sente aquela “pressão emocional”. Do lado de lá o gerente pressionado pela chefia e do lado de cá o consumidor, pressionado pela chefia, pelo gerente e a necessidade de fechar as contas no fim do mês. Fique atento com esse produto, que é péssimo para seu patrimônio.

         Título de capitalização não é investimento. Investimento (de renda fixa) te paga o custo do capital com juros e te devolve mais. No título de capitalização você participa de alguns sorteios e isso alguém tem que pagar. Imagina quem é ? Você. E a conta é simples, como pagam bem menos que os investimentos (Tesouro Direto, LCA, LCI, CDB etc), as instituições de capitalização pegam o dinheiro, aplicam (recebem altos juros), com a diferença fazem alguns sorteios, pagam suas despesas e remuneram baixo o consumidor. E ganham muito dinheiro fazendo isso !

     Vejamos a definição de Título de Capitalização pela SUSEP: É um produto em que parte dos pagamentos realizados pelo subscritor é usado para formar um capital, segundo cláusulas e regras aprovadas e mencionadas no próprio título (Condições Gerais do Título) e que será pago em moeda corrente num prazo máximo estabelecido. O restante dos valores dos pagamentos é usado para custear os sorteios, quase sempre previstos neste tipo de produto e as despesas administrativas das sociedades de capitalização.

         Ou seja, nem fala de perto que se trata de um investimento.

         Fique experto e fuja dessa “bomba”. Se quiser ajudar o gerente do banco, negocie com ele outro tipo de “reciprocidade”. E lembre-se que ela tem que ser para os dois lados e não apenas para o lado do banco. Se ela não ocorrer na prática, transfira sua conta para outra agência ou mude até de banco. Defenda seu dinheiro !

        Leia também, um artigo da Revista Exame “detonando sem piedade” o título de capitalização. Para acessá-lo, clique AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *