Superendividamento do consumidor: até quando o Estado vai fingir que não existe o problema ?

Superendividamento do consumidor: até quando o Estado vai fingir que não existe o problema ?

Superendividamento do consumidor

Os casos de superendividamento dos consumidores começam a aparecer com cada vez mais frequência e quase nada é feito pelo governo federal.

Infelizmente, o mal exemplo vem de cima.

Os idosos, por exemplo, são incentivados pelo próprio governo a pegar empréstimos sem necessidade e de forma totalmente lesiva.

A população é incentivada por todos os lados a consumir cada vez mais.

Cartão de crédito

Alguns consumidores começam a fazer o “pagamento mínimo” no cartão de crédito e não conseguem sair mais dessa “arapuca”.

O cartão de crédito segue como o grande vilão e quase nada é feito efetivamente pelo governo federal.

O Banco Central deveria agir e fixar o pagamento mínimo do cartão de crédito em 60%.

Já seria uma barreira para impedir que novos consumidores embarcassem nessa canoa furada.

As medidas anunciadas recentemente para diminuir essas dívidas deixam os bancos ainda com grande poder sobre os consumidores.

Uma população sem educação financeira acaba sendo alvo desses abutres gananciosos ou  governos despreparados para atuar de forma mais ativa nesse problema.

A massificação da educação financeira da população é medida urgente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *