Poupar desde a infância - Educação Financeira para os filhos - Daniel Nigri

Poupar desde a infância – Educação Financeira para os filhos – Daniel Nigri.

Poupar desde a infância.

poupar-desde-infancia-capa

Poupar desde a infância

Imagino que vocês saibam que eu fui com a família para os Estados Unidos nas últimas semanas. Motivo este que o canal e o site ficaram parados por tanto tempo. Histórias de furacão e atrasos na volta ao Brasil a parte, teve um passeio que eu fiquei muito admirado e na hora que eu vi aquela imagem eu pensei que eu tinha que escrever um artigo sobre isso.

Quando ainda estava em Miami, resolvi levar as crianças para um passeio no Miami´s Children Museum, enfim vimos na internet que tinha uma exposição de dinossauros, muitas atividades para os pequenos e então fomos para lá.

Uma das atividades era dentro de um mini Bank of America e fiquei impressionado com a foto abaixo. E é exatamente sobre essa foto que iremos falar hoje:

poupar-desde-infancia-01

Foto tirada pelo autor dentro do Museu.

Enquanto as crianças brincavam no mini – banco, de ir ao mercado, de ser dentista, ou de ser policial, eu fiquei pensando sobre as palavras que os ex-presidentes americanos falavam logo ali acima.

 

       Earn – Ganhe, Receba

Budget – Ligado ao orçamento

Save – Poupe

Give – Dê, Faça doações

Spend – Gaste.

Então eu comecei a pensar em alguns pontos que eu enumero aqui, lembrando que se trata de um local exclusivo para as crianças brincarem:

  • O ponto principal que chamou a minha atenção foi a ordem das palavras. Vejam que normalmente a visão das pessoas é: Eu vou gastar e o que sobrar, se sobrar, eu invisto. Enquanto lá, ensinam às crianças a poupar antes de gastar. Em outras palavras você se paga primeiro. E os teus gastos precisam entrar no seu orçamento.
  • Após receber o salário, é saudável que a pessoa faça o seu orçamento e saiba quanto vai sobrar após os seus investimentos e suas doações para poder gastar com suas despesas normais.
  • A cultura de doação lá é muito grande. As pessoas saem de faculdades que são muito caras e depois que estão trabalhando, lembram-se de onde elas se formaram e fazem doações para a faculdade continuar formando bons profissionais. Fazendo um paralelo, eu não me imagino doando nada pra UFRJ, e olha que lá eu estudei de graça!
  • Outro fato que me chamou muita atenção foi o fato do Save – Poupe, ser o maior dos balões, e o central. Mostrando que a poupança é o mais importante para que você alcance os seus sonhos principais.

 

Mas, esse artigo não visa mostrar as diferenças culturais entre Brasil e EUA, até porque acho que temos algumas vantagens também. Meu objetivo aqui é:

  • saber se você alguma vez, você já conversou com seu filho / filha sobre finanças. Sobre dinheiro / falta de dinheiro. Isto é, se você gastar com o produto A, não tem dinheiro pro produto B, por exemplo.
  • Se, de alguma forma, existe uma tentativa de enraizar uma cultura de poupança nas próximas gerações da sua família.
  • Saber se as crianças são alertadas com relação ao custo com os desperdícios e aos ganhos com reciclagem.
  • Saber se de alguma forma você faz, ou pretende fazer alguma aplicação separadamente em nome dos filhos, para que estes possam custear oportunidades que vislumbrem no futuro.

 

Enfim, para concluir, eu lembro de ter ouvido em, ao menos 3 consultorias, pessoas muito bem sucedidas em suas vidas, e que alcançaram milhões de reais em investimentos ao longo da vida, mas que não podem parar de trabalhar, porque perceberam tardiamente que não prepararam seus filhos para serem profissionais. Na hora que eu vi, essa foto, “caiu a ficha” e eu mesmo, já fiz algumas mudanças aqui em casa. Adoção de semanada para que ela tenha controle de quanto ela tem e quanto sobra e gasta. Da limitação que o dinheiro te impõe nas compras. Controle de desperdício de água e comida. Início de doação de roupas e brinquedos antigos.

Obviamente, eu teria condições de pagar por esse “desperdício”, ou poderia continuar comprando várias coisas para eles, mas qual tipo de cidadão eu estaria formando pro futuro? Será que esta seria a melhor forma de preparar as crianças para serem bons profissionais?

Existem coisas que a escola não ensina, os filhos precisam aprender em casa.

Enfim, espero que vocês tenham gostado desse artigo que deve ter parecido meio off-topic de investimentos, mas que  queria muito compartilhar essa experiência com todos vocês.

Abraços e Bons investimentos

Daniel Nigri  CNPI

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *