Famílias com dívidas - Endividamento dos brasileiros é uma epidemia social.

Famílias com dívidas – Endividamento dos brasileiros é uma epidemia social.

Famílias com dívidas – Endividamento dos brasileiros é uma epidemia social.

Nesta reportagem de Leonardo Motta, Lélio Braga Calhau, promotor de justiça do consumidor do MP-MG e criador do portal “Educação Financeira para Todos”, fala da importância do consumidor ser proativo para evitar que uma situação de endividamento cresça mais rapidamente.

Segundo pesquisa da Confederação Nacional do Comércio, em dezembro de 2016, o percentual de famílias que relataram ter dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguro alcançou 56,6% em dezembro de 2016, o que representa uma redução em relação aos 57,3% observados em novembro de 2016. Também houve queda em relação a dezembro de 2015, quando o indicador registrou 61,1%.

Ainda segundo a CNC, o cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 77,1% das famílias endividadas, seguido de carnês, por 14,4%, e, em terceiro, de financiamento de carro, por 10,4%. No grupo de famílias com renda até dez salários mínimos, cartão de crédito, por 78,0%, 3 carnês, por 15,6%, e crédito pessoal, por 9,7%, foram os principais tipos de dívida apontados.

Já entre as famílias com renda acima de dez salários mínimos, os principais tipos de dívida apontados em dezembro de 2016 foram: cartão de crédito, por 72,9%, financiamento de carro, por 21,7%, e financiamento de casa, por 14,6% (CNC)

Tenha iniciativa e procure trocar suas dívidas caras (ex: cartão de crédito, cheque especial etc)por dívidas com juros mais baratos.

Prevenção é essencial.

Nunca faça o “pagamento mínimo” no cartão de crédito, pois os juros são muito elevados.

Invista no seu planejamento financeiro !

Seja livre !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *