13º deve ser usado para quitar dívidas e fique de olho, pois o “janeiro vermelho” está na sua porta

shutterstock_116454925

Pesquisas apontam, que em 2015, o 13º salário será usado prioritariamente, por muitos brasileiros,  para quitar dívidas. E não seria outro o seu destino. Os juros estão lá nas alturas. O brasileiro está endividado e as perspectivas para 2016, até o presente momento, têm sido muito sombrias.

Para quem tem dívidas, a prioridade é pagar; para quem não tem, a oportunidade de altos rendimentos nas aplicações financeiras (Ex: Tesouro Direto), é aproveitar o momento, pois a oportunidade de conseguir investimentos com esses retornos e travá-las para vários anos à frente é excepcional. Quem aplica no Tesouro Direto no médio ou longo prazo e “trava” um retorno bruto alto (6% ao ano + IPCA, por exemplo), quando a inflação cair, vai se beneficiar muito com isso, por exemplo.

É complicado chegar no fim de ano é não comprar. As tentações são inúmeras e os estímulos para gastar (compra por impulso) estão aí nos rodeando e bombardeando milhares de vezes por dia. Mas, a disciplina financeira tem que prevalecer sempre. Quem tem disciplina, economiza e quem economiza tem dinheiro para investir. É simples.

 A dor de encontrar uma fatura de cartão de crédito que não pode ser paga é só do consumidor. Então, não entre em oba-oba do momento e complique sua vida em compras por impulso.

 Indo às compras com cautela o consumidor se previne também para o “janeiro vermelho”. É quando diversos fornecedores atualizam as suas tabelas de preços, IPVA, IPTU e despesas de materiais escolares dos filhos chegam, quase ao mesmo tempo na sua porta. Então, não se iluda com propaganda de natal, se você usar o dinheiro dessas obrigações agora, você poderá trazer dificuldades para você e sua família sem necessidade daqui a 60 dias.

Como enfrentar essa situação, então ? Usar a criatividade. É hora de substituir o consumo pela experiência, o ter pelo ser e a união de todos na família se fortalecer para passar pelo período de dificuldades financeiras. Essa crise não irá durar para sempre e o esforço conjunto de todos no equilíbrio financeiro reverterá em melhores opções quando a economia melhorar.  Seu futuro agradece!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *